Diversos · Viagem · Vida

O poder da descrição

Olá, gente!

Mais um texto para vocês contando minhas experiências. Desta vez sobre uma viagem que fiz a São Paulo.

Foi uma viagem bem rápida, apenas um final de semana, mas me ajudou muito para descobrir algumas coisas que quero compartilhar com vocês.

Já tem algum tempo que venho pensando em como as pessoas não estão preparadas para ajudar um deficiente visual. As pessoas não se preocupam em guiar corretamente, muitas vezes não avisam sobre degraus, obstáculos, buracos ou desníveis que estão pelo caminho.

Isto pode parecer sem importância para quem enxerga, mas para quem tem baixa visão ou são cegas estas informações são muito importantes e mesmo usando a bengala é importante avisar, pois, nem sempre, a bengala avisa sobre todos estes obstáculos no caminho.

E quando viajei para São Paulo percebi outra coisa também. E esta foi uma surpresa até para mim.

Percebi isto quando estava na Avenida Paulista passeando com minha amiga Mel (do blog http://www.4pataspelomundo.com) e seu namorado, pois ele ia descrevendo tudo ao redor para ela. Quando passávamos, por exemplo, por um grupo que dançava na rua ou quando fomos à JAPAN HOUSE e ele descreveu o ambiente e os slides que passavam no telão. Eu acabei pegando carona nestas descrições e foi ótimo, pois me ajudou muito a perceber tudo que tinha no local em que estávamos.

 

No meu caso, como ainda tenho um resíduo visual, às pessoas se esquecem que não consigo ver muita coisa e que descrever as imagens e paisagens pelas quais passo e eu saber sobre as mesmas, faz uma enorme diferença.

Sei que são comportamentos que não são esperados, mas, quando você convive com pessoas que possuem deficiência visual é preciso se atentar para estes comportamentos, pois eles podem ajudar muito ao deficiente visual, tanto na questão da segurança quanto em aproveitar tudo que tem no local onde estão.

Por isto, se você estiver com um deficiente visual tente lembrar não somente de avisa-lo sobre qualquer obstáculo, mas também em descrever o máximo possível do ambiente para ele. Você verá o quanto isto irá ajuda-lo.

Fica a dica!

Anúncios

8 comentários em “O poder da descrição

  1. Este texto nos alerta sobre o comportamento que devemos adotar na convivência com pessoas de baixa visão ou cegas. Muito importante para a inserção dessas pessoas no ambiente ao seu redor. Uma lição para nós

  2. Muito legal o texto Amandinha, fiquei feliz em saber que gostou da descrição. Eu já até me acostumei em descrever as situações pra Mel…rsrs… Confesso que o mais difícil foi descrever a Fashion Week pra Mel …..hahahahah…. nem eu sabia definir a parte da frente e a parte de trás de determinadas roupas. Mas realmente espero que muitos videntes se disponibilizem em colaborar com os DV’s para que vivenciem a mesma experiência.
    Adorei o texto e a dica !! 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.