Diversos · Lazer · Viagem

Férias + viagem = dicas

 

Fala, galera!

Primeiro post de 2018 no ar!!!

Já que estamos no mês de Janeiro, que combina com férias, alegria e viagem, vim aqui dar algumas dicas para você que tem deficiência e vai viajar, seja sozinho ou acompanhado.

 

Primeira dica: Se você tem alguma deficiência, principalmente visual, e está viajando sozinho, saiba que você pode solicitar da empresa de ônibus ou da companhia aérea atendimento prioritário, ou seja, solicitar que um funcionário lhe acompanhe até o embarque e depois no desembarque. E, detalhe, nenhum valor a mais pode ser cobrado de você por este serviço.

Segunda dica: Se você é deficiente físico, saiba que você tem direito de ir com a sua cadeira de rodas até o embarque no ônibus ou no avião e que, ao entregar sua cadeira para ser guardada, a responsabilidade é da empresa. Então, se ao chegar ao seu destino sua cadeira estiver danificada, é de responsabilidade da empresa, seja de ônibus ou avião, o conserto dos danos ou, caso não seja possível consertar, a entrega de outra cadeira igual ou superior a que a pessoa possuía. E, detalhe, caso a empresa negue o conserto ou a entrega de outra cadeira, cabe processo na justiça, inclusive para pedido de indenização por danos morais.

#ParaCegoVer: A imagem mostra três cachorros deitados.E o cão no meio é preto, enquanto, os outros são de cor clara. Todos usam a guia que indica serem cães guias

Terceira dica: Esta dica é para quem já viu algum cão-guia embarcar em ônibus ou avião e ficou surpreso. Saiba que o cão-guia tem livre acesso nestes e em outros locais e não podem ser barrados. As companhias de ônibus ou de avião só podem exigir para o embarque do cão-guia a carteira de cão-guia (uma espécie de identidade do cão-guia) e a carteira de vacinação.  E, detalhe, eles também tem acesso a liberado nos hotéis, pousadas, restaurantes e nas atrações turísticas. Também é bom lembrar que a recusa em permitir a entrada do cão-guia pode gerar um processo para o dono do estabelecimento, que, além de pagar multa, terá que indenizar o usuário de cão-guia pelo constrangimento sofrido.

Espero que estas dicas tenham ajudado você, que tem deficiência, a conhecer um pouco mais os seus direitos e, a você, que não tem deficiência, a conhecer e aprender sobre como receber uma pessoa com deficiência.

Feliz 2018 e até o próximo texto!

Anúncios

2 comentários em “Férias + viagem = dicas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s