Debate · Diversos · Vida

As coisas nem sempre são o que parecem

 

Oi, gente!

No post de hoje vamos conversar sobre um assunto que talvez deixe vocês um pouco surpresos. Vocês já pensaram sobre o fato de que pouco se fala dos deficientes visuais com baixa visão? Será que temos mais pessoas cegas do que com baixa visão no Brasil? Às vezes as coisas não são o que parecem.

Vamos trazer alguns dados do último senso do IBGE sobre as pessoas com deficiência no Brasil.

Do total da população brasileira, 23,9% (45,6 milhões de pessoas) declararam ter algum tipo de deficiência. Entre as deficiências declaradas, a mais comum foi a visual, atingindo 3,5% da população. Em seguida, ficaram problemas motores (2,3%), intelectuais (1,4%) e auditivos (1,1%).

Como visto nos dados trazidos acima, a deficiência visual é a mais comum declarada pela população. Agora, desse total de 3,5% será que temos mais cegos ou pessoas com baixa visão?

No Brasil, cerca 6,5 milhões declaram ter alguma deficiência visual, sendo:

528.624 mil pessoas declaram ser incapazes de enxergar (cegos);

6.056.654 milhões de pessoas declaram que possuem, de forma permanente, grande dificuldade de enxergar (baixa visão ou visão subnormal).

Pelos dados acima é evidente que existem muito mais pessoas com baixa visão do que pessoas cegas na população. Então o nosso questionamento é:

– Porque as pessoas cegas são mais conhecidas?

Infelizmente, a sociedade não entende ou não quer entender a existência das pessoas com baixa visão, pois até mesmo para quem tem baixa visão é difícil explicar como elas enxergam e como isto varia de pessoa para pessoa. E existem muitas variações. Pensem sobre isto. Como uma pessoa pode explicar como enxerga se sempre viu o mundo deste jeito e nunca teve a sensação de visão plena? Creio que somente as pessoas que tinham visão normal e a perderam devido a algum motivo podem nos dar alguma ideia do que mudou.

Acreditamos que esta seja a maior dificuldade para as pessoas entenderem o que é baixa visão e compreender que as pessoas com baixa visão têm diferentes resquícios visuais e conseguem fazer, ou não, diferentes coisas com esse resquício de visão. Como exemplo, temos pessoas que usam o celular e o computador com aumento de tela, mas não conseguem ler placas ou andar na rua sem bengala.

Por isto, se você vir na rua alguém sentado numa vaga especial com a bengala, mas lendo coisas no celular, por exemplo, não comece a chama-lo de “falso cego” ou “cego de araque”, pois pode muito bem ser um deficiente visual com baixa visão. Analise muito bem a situação para que nem você nem a pessoa passem por constrangimentos que poderiam ser evitados.

É preciso que a sociedade veja e assimile a existência dessas pessoas e aceitem que, por lei, elas têm os mesmos direitos garantidos às pessoas cegas e que, como estas, são consideradas deficientes visuais. A melhor maneira de se conscientizar é se informar.

Anúncios

5 comentários em “As coisas nem sempre são o que parecem

  1. Excelente, Amanda. Muita gente tem mesmo uma ideia errada do que é ser portador de baixa visão. Da próxima vez que você visitar este tema, seria legal incluir imagens que simulam como um deficiente visual vê o mundo ao redor. Parabéns.

  2. Ei Amanda! Tenho uma amiga que recentemente fez um curta metragem sobre pessoas com deficiência visual. Um dos vários objetivos do trabalho era justamente levantar esse debate entre as pessoas. Ela aprendeu muito durante todo o processo de criação, e como somos muito próximas, acabei aprendendo um pouquinho também. Você tem a mais plena razão quando fala que pouquíssimas pessoas entendem o que é ser portador se baixa visão. Achei bastante pertinente o tema do post, parabéns! 🙂 Beijos.
    maridx.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s