Debate · Vida

Possibilidades versus Realidade

#ParaCegoVer: A imagem mostra a palavra expectativa em cima um xix e a palavra realidade em baixo em um fundo preto.

 

Oi gente!

No post de hoje vamos conversar sobre possibilidades versus realidade. Calma que vamos explicar melhor.

Recentemente, num grupo de amigos com deficiência, conversávamos sobre o seguinte assunto.

Dois jovens fizeram a prova escrita do ITA – Instituto de Tecnologia da Aeronáutica, e conseguiram a nota exigida para a aprovação. No entanto, ambos são deficientes visuais e, no exame médico, eles foram barrados por não terem aptidão plena para ser um aluno da instituição.

Uma pessoa no nosso grupo não estava concordando com o posicionamento da instituição, pois, na visão dela, a instituição deveria abrir uma exceção a estes casos já que os garotos obtiveram ótimas notas na prova teórica.

Acontece que o ITA, assim como outras instituições como a EsSA – Escola de Sargentos das Armas, são instituições militares e, portanto tem caráter militar e treinam e formam seus alunos como militares. Com isto, antes de serem engenheiros, mecânicos ou qualquer outra função, eles são soldados, treinados e aptos para uma possível guerra ou defesa do país. No caso do ITA, os alunos do primeiro ano são militares do CPOR – Centro de Preparação de Oficiais da Reserva da Aeronáutica, mesmo que não queiram optar em seguir na vida da caserna.

Não é viável a hipótese de que uma pessoa com qualquer deficiência possa ser e atuar como militar, combatendo com armas, granadas, explosivos ou outros equipamentos necessários ao treinamento de soldados. Pode-se aventar que existem muitos militares que não tem este tipo de atividade, mas na área militar, no caso de surgir uma situação de necessidade, todos serão chamados a atuar como combatentes, sim.

Isto nos leva a uma reflexão maior, pois a ideia de que a pessoa não é deficiente, mas sim o ambiente que é deficiente em recebê-la, está talvez, estimulando a criação de conceitos um tanto quanto equivocados para as pessoas com deficiência, pois elas podem inferir que podem tudo e que tudo deve ser adaptado a elas. Mas as coisas não são bem assim, pois existem atividades que, infelizmente, pessoas com deficiência não poderão fazer enquanto não houver tecnologia ou soluções para sobrepujar os empecilhos para tal. Isto também mostra a necessidade de a pessoa se aceitar como deficiente, sendo preciso que ela aceite as limitações causadas pela sua deficiência e que entenda que, por mais que as leis concedam direitos para alcançar a igualdade, há situações e atividades em que esta ideia de igualdade não tem o menor cabimento. O serviço militar é uma destas situações. Somente como lembrança, a maioria das pessoas sem deficiência também não atende aos requisitos das forças armadas para ser um militar.

Entretanto, isto não quer dizer que podemos deixar de continuar lutando para mostrarmos à sociedade que somos pessoas capazes de trabalhar, amar, constituir família ou sermos pais. Devemos sempre buscar nossos direitos.

Espero que este texto sirva como reflexão para todos na avaliação pessoal de até onde poderemos chegar, pois, por mais que nós, deficientes, tenhamos muito a contribuir na sociedade, há vários tipos de barreiras que jamais poderemos transpor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s