Debate · Livros · Vida

Não julgue alguém pela cara

No post de hoje farei resenha sobre um livro muito interessante que li há pouco tempo. O livro se chama “Extraordinário” e é, realmente, uma historia extraordinária e emocionante.

O livro conta a história de August que tem uma deformidade no seu rosto por ter nascido com lábio leporino e outras doenças que o fazem ter uma fisionomia um tanto assustadora para as outras pessoas.

Depois de muitas cirurgias para tentar melhorar sua aparência, ele ainda possui um rosto um tanto assustador e não tem muitos amigos. Com 11 anos ele nunca havia frequentado uma escola antes, mas seus pais julgam que é hora de entrar em uma.
Desta forma, August vai começar a frequentar a escola. Ele entra no 5° ano. Como já era esperado, o inicio não é nada fácil para August. Ele precisa lidar com o nojo, o medo e o desprezo da maioria dos colegas.

No decorrer da historia vão acontecendo situações que, aos poucos, vão mudando esta situação. Porém o preconceito e a crueldade das crianças são muito evidenciados no livro. O autor conseguiu tratar esse lado tão triste e perverso das crianças para com o diferente de forma muito realista e verdadeira.

E o legal deste livro é que tem o ponto de vista de vários personagens, não apenas do August, o que nos ajuda a ver como os outros lidam com essas situações.

O livro é extremante importante e retrata de forma emocionante toda a luta enfrentada por August. E ele apenas possui uma deformidade no rosto; sua faculdade mental não foi afetada. Mas, mesmo assim, os colegas conseguem trata-lo como um ser totalmente diferente deles.

Entretanto, boas novas, o livro também mostra a existência de crianças que, mesmo diante do diferente, conseguem ver além e perceber a pessoa por trás, por exemplo, de um rosto deformado, e conseguem trata-la como igual.

Podemos fazer uma reflexão, projetando o livro para a vida real, para o fato de que, provavelmente, milhares de crianças sofrem diariamente nas escolas por serem diferentes, ou por terem algum tipo de limitação. Precisamos começar a entender como as crianças podem ser cruéis e preconceituosas com os outros. Também temos que encontrar uma maneira de combater estas atitudes e mostrar-lhes que não é errado ser diferente, ou que outra pessoa possuir alguma limitação não a faz um ser menor do que elas. Precisamos ensinar-lhes a ver além do físico, além das aparências.

Capa do livro Estraordinário
Capa do livro Extraordinário
Anúncios

Um comentário em “Não julgue alguém pela cara

  1. A crianca, por ser um ser ingenuo, nao tem papas na lingua, nao tem freios, e fala tudo como vem a cabeca. Cabe aos pais ensinar a crianca a respeitar o proximo, ser cordial, amigavel, gentil e aprender a olhar alem das diferencas. Ate mesmo historias infantis, como A Bela e a Fera, falam sobre isso.
    Acho que a historia do livro deve ser mto mto interessante mesmo, me deu vontade de ler.
    Acho que meus pais me educaram assim desde novinha, entao eh o mesmo que pretendo fazer com meus filhos um dia.
    Adorei o post!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s